Homens do lixo criam biblioteca pública com mais de 6000 livros deitados fora

A nova biblioteca de Çankaya, em Ancara, assume um papel fulcral na dinamização e apoio da comunidade local.

Turquia
Çankaya Municipality News Center
Este artigo é gratuito como todos os artigos no Shifter.
Se consideras apoiar o nosso trabalho, contribui aqui.

Os funcionários municipais de Çankaya, em Ancara, responsáveis pela recolha de resíduos na capital turca proporcionaram uma nova vida a cerca de 6000 livros, criando uma biblioteca verdadeiramente pública.

Durante vários meses esta equipa de funcionários recolheu livros do lixo, organizando-os nas prateleiras da biblioteca que criaram — um “novo” espaço situado numa antiga fábrica de tijolos. Os habitantes da cidade ao reparem neste movimento também procuraram dar o seu contributo, optando por doar diretamente os livros em vez de os deitar fora.

“Antes, eu queria ter uma biblioteca em casa. Agora, temos uma mesmo aqui”, confessou à imprensa local Serhat Baytemur, um dos responsáveis pelo nascimento desta biblioteca.

Çankaya Municipality News Center

Segundo a CNN, inicialmente os livros eram somente para emprestar a amigos e familiares, porém a forte adesão da população tornou possível a inauguração de um espaço aberto ao público em setembro de 2017, com o apoio do governo local. “Começámos a discutir a ideia de criar uma biblioteca com esses livros. E quando todos concordaram com isso, o projecto aconteceu“, afirmou o Presidente da Câmara de Çankaya, Alper Tasdelen.

Çankaya Municipality News Center

Actualmente estão à disposição nesta coleção mais de 6000 livros dos mais diversos quadrantes. A nova biblioteca assume um papel fulcral na dinamização e apoio da comunidade local, nomeadamente no ensino, auxiliando alunos das escolas da região através do empréstimo de obras que estejam em catalogo.

Investimos diariamente em artigos como este.
Precisamos do teu investimento para poder continuar.