O som de quando abandonas o teu “melhor amigo”

Por cada partilha, a Royal Canin vai doar o equivalente ao alimento diário de um gato ou cão à Associação Animais de Rua.

cão

A aflição e tristeza que o “nosso melhor amigo” sente quando é abandonado é uma dor compreendida por aqueles que de facto prezam estes companheiros de 4 patos. Se quando saímos de casa por 15 minutos para ir ao supermercado, o nosso companheiro já fica com uma dose de ansiedade suficiente para uma pequena taquicardia, imagine-se se for abandonado… Para facilitar a compreensão deste sentimento e sensibilizar a população indiferente, a Royal Canin criou uma plataforma onde é possível ouvir “O Som do Abandono”, e compará-lo com sons de felicidade de um companheiro de quatro patas quando é adoptado por uma nova família.

O principal objectivo desta campanha é sensibilizar as pessoas para os milhões de animais de estimação abandonados todos os anos. Após esta experiência sensorial os utilizadores são convidados a partilhar um dos dois áudios nas suas redes sociais. Por cada partilha, a Royal Canin vai doar o equivalente ao alimento diário de um gato ou cão à Associação Animais de Rua.

“Um animal é um ser vivo, não um brinquedo que se abandona quando já não se tem disponibilidade para ele. É essencial que a adopção de um animal seja consciente para que este não acabe abandonado”, afirma María Angeles Toscano, directora de Corporate Affairs da Royal Canin Iberia.

Os benefícios de ter um cão são claros e viver na companhia de um cachorro pode literalmente salvar a tua vida, como mostra o estudo de um grupo de investigadores suecos, publicado na revista Scientific Reports, que diz que a propriedade e o convívio de um cão está associada a um risco reduzido de doença cardiovascular e morte. Contudo o número de animais abandonados continua a ser um tema preocupante.

Ainda esta semana, Marisa Quaresma dos Reis, a nova provedora da Casa dos Animais de Lisboa, afirmou querer dar “uma resposta imediata à falta de lotação da Casa” através da constituição de famílias de acolhimento voluntárias, que receberão os animais abandonados temporariamente.