WhatsApp quer substituir o telefone do escritório

Pequenas e médias empresas poderão usar o WhatsApp Business para falar com os seus clientes.

whatsapp
 
O Shifter precisa de dinheiro para sobreviver.
Se achas importante o que fazemos, contribui aqui.

Podes ficar descansado, o modelo de monetização do WhatsApp passará pelas empresas, mas apenas pelas maiores. A plataforma de chat detida pelo Facebook introduziu esta semana, em alguns mercados, um novo serviço chamado WhatsApp Business, que será gratuito para os pequenos e médios negócios mas pago para as grandes corporações. Será depois lançado globalmente.

Este é o plano do Facebook para começar a fazer dinheiro com o WhatsApp e também para tornar obsuleto o telefone do escritório. Com o WhatsApp Business, lojas, restaurantes e outros tipos de negócios podem criar um novo canal de comunicação com os seus clientes.

Em vez de ligar para um número de um negócio, podemos simplesmente enviar uma mensagem pelo WhatsApp. Do lado da empresa, esta tem um perfil verificado no WhatsApp (para que os utilizadores do serviço saibam que se trata de um contacto real), a opção de definir respostas automatizadas (para dar as boas-vindas às pessoas) e respostas rápidas (que podem usar escrevendo apenas comandos curtos), e acesso a um painel de estatísticas, com métricas como quantas mensagens foram enviadas, entregues e lidas com sucesso.

Para já, o WhatsApp Business está disponível nos Estados Unidos, Reino Unido, México, Itália e Indonésia – apenas para smartphones Android. Será lançado posteriormente em todo o mundo e também para equipamentos iOS. O serviço vai ser gratuito para pequenas e médias empresas; o Facebook prevê cobrá-lo apenas a grandes firmas, como companhias aéreas e bancos, isto é, serviços com uma grande base de utilizadores a nível global.

O Shifter precisa de cerca de 1600 euros em contribuições mensais recorrentes para assegurar o salário aos seus 2 editores. O teu apoio é fundamental!