Há um novo festival em Vigo. Dos mesmos promotores do Paredes de Coura

O Super Bock Under Fest vai ter 20 bandas e acontecerá em 10 espaços diferentes na cidade galega.

 

A Ritmos, produtora do Vodafone Paredes de Coura, vai estrear este ano um terceiro festival, em Vigo, na Galiza. O Super Bock Under Fest promete reunir indie, pop, rock, soul e electrónica nos dias 23 e 24 de Março. Serão mais de 20 bandas e 10 espaços diferentes de Vigo, promovendo diferentes locais e estilos musicais numa experiência única para todos os fãs de música.

Entre nomes consagrados e novas revelações da música actual, sem esquecer o panorama musical galego e português, o Super Bock Under Fest surge como um festival eclético e diferenciador. Benjamin Clementine engrossa o cartaz que, esta quarta-feira, passou a contar com mais seis confirmações: Myles Sanko, The Soft Moon, Rex The Dog, Basanta, Presumido e Mounqup.

Myles Sanko é uma raridade e mostrou-o desde o início, com o lançamento do EP de estreia, em 2013. Desde então, a carreira do músico continua em ascensão, algo que só é possível com raro e genuíno talento. Just Being Me, o terceiro álbum, explora o mundo da esperança e da perda numa sonoridade soul, capaz de cativar todos os que se cruzam neste seu caminho de sucesso.

Criminal, o sombrio e agressivo mais recente álbum de The Soft Moon, é uma viagem intensa pelas consequências de uma infância abusiva. O cenário obsessivo não é novidade para os conhecedores do projeto de Luis Vasquez que, desde o primeiro single constrói uma sonoridade negra e hipnótica que tem tanto de desconfortante como de fascinante.

Foram vários os alter egos adotados por Jake Williams nos anos 90, responsáveis por diversos hits de sucesso, mas com a viragem do milénio, o produtor preferiu explorar uma sonoridade menos comercial. Rex The Dog ganhou muita atenção nos círculos eletrónicos sendo responsável por alguns dos mais infeciosos e exuberantes singles de música eletrónica e house inspirados nos anos 80.

Num solstício de Verão, os agora membros de Basanta brindaram com vinho e cantaram canções ao pôr do Sol. A experiência foi uma revelação tão grande que decidiram criar uma banda que desse voz à natureza. Uma sonoridade equilibrada entre a luz e a escuridão, que nos transporta para um imaginário melódico e tentador, do qual é difícil sair depois de entrar.

Projecto de synth pop formado por Tarci Ávila e Nacho Dafonte, Presumido pegaram no estilo dos clássico do género e envolveram-nos em referências mais contemporâneas e irreverentes, num estilo próprio que é uma ponte entre a música electrónica do passado e a actual, à qual juntam um elaborado espetáculo de luz e projeções que faz de cada concerto uma experiência audiovisual única.

Mounqup é o alter ego de Camile Hédouin, que podemos encontrar num universo de misturas de estilo e de uma diversidade tão grande e tão bem arquitectada que a fez ser rapidamente apelidada de “Björk galega”. Uma verdadeira artesã do som com composições que resultam numa paisagem sonora muito própria e capaz de conjugar múltiplos elementos numa verdadeira experiência sensorial.

A programação da primeira edição do Super Bock Under Fest estende-se por várias salas da cidade de Vigo do lendário La Iguana Club a outros conhecidos pontos de encontro para a cidade como a La Fabrica de Chocolate, Masterclub, Radar, Mondo Club ou até mesmo o espaço do Hall do Auditório Mar de Vigo e a Plaza de Portugal.

Myles Sanko, The Soft Moon, Rex The Dog, Basanta, Presumido e Mounqup juntam-se a Benjamin Clementine, com concerto marcado para dia 24 de Março, às 21h, no Hall Mar de Vigo. Os bilhetes únicos para a actuação do londrino já se encontram esgotados. O passe geral, que dá acesso aos dois dias da primeira edição do Super Bock Under Fest pode ser adquirido por 30 euros em ataquilla.com.

Gostaste do que leste? Quanto vale conteúdo como este?

Trabalhamos todos os dias para te trazer artigos, ensaios e opiniões, rigorosos, informativos e aprofundados; se gostas do que fazemos, apoia-nos com o teu contributo.