The Weeknd regressa às origens com novo EP My Dear Melancholy

22 minutos de pura melancolia.

The Weeknd EP novo álbum
 
O Shifter precisa de dinheiro para sobreviver.
Se achas importante o que fazemos, contribui aqui.

The Weeknd decidiu surpreender os fãs menos atentos, disponibilizando um novo EP sem aviso prévio nem grandes alaridos publicitários. O lançamento de My Dear Melancholy ocorreu na passada madrugada de sexta-feira, momentos depois do cantor ter partilhado a capa do novo projecto no InstagramMy Dear Melancholy, é o primeiro projecto a solo do artista canadiano desde Starboy, álbum editado em 2016.

Desde o inicio do mês, já haviam indícios de que The Weeknd apresentaria um novo trabalho. Travis Scoot foi um dos primeiros a comentar o regresso de The Weeknd às origens e ao universo low fi de Trilogy, em particular da mixtape House Of Ballons.

My Dear Melancholy são 22 minutos de pura melancolia. The Weeknd volta a presentear-nos com aquilo que melhor faz: músicas sem soluções, baseadas por vezes em experiências pessoais e histórias de amor que carecem do típico final feliz.

 

A capa de My Dear Melancholy

Neste contexto, a faixa “Call Out My Name” é aquela que mais se destaca. Os fãs do cantor não tem dúvidas que a faixa foi é baseada na sua história com Selena Gomez, ex-namorada de artista. A certo momento The Weeknd deixa explícito que quase doou um rim para a cantora, recordando o momento em que ela teve que fazer uma cirurgia devido aos problemas de Lúpus.

“I said I didn’t feel nothing, baby, but I lied
I almost cut a piece of myself for your life
Guess I was just another pit stop
‘Til you made up your mind
You just wasted my time.”

Duas das faixas têm a colaboração de Gesaffelstein. Na produção, The Weeknd conta com Guy-Manuel de Homem-Christo (membro dos Daft Punk), Skrillex, Mike WiLL Made-It, Daheala, Cirkut e Marz.

Em 2016, recorde-se, Starboy apanhou os fãs de surpresa quando foi apresentado com a colaboração da dupla francesa Daft Punk e, ainda, participações sonantes como Lana Del Rey, Kendrick Lamar e Future. O terceiro disco de estúdio do artista entrou diretamente para o primeiro lugar do iTunes, batendo o recorde de streams em apenas um dia no Spotify.

O top do Spotify no dia 1 de Abril (sem mentiras)

Será de expectar uma continuação do fenómeno? Por aqui, diríamos que sim. Pelo menos, o crédito de EP mais ouvida desta Páscoa já ninguém lhe tira, como podes ver na imagem em cima.

Podes ouvir My Dear Melancholy no Spotify e também no YouTube:

My Dear Melancholy:

  1. “Call Out My Name”
  2. “Try Me”
  3. “Wasted Times”
  4. “I Was Never There”
  5. “Hurt You”
  6. “Privilege”
O Shifter precisa de cerca de 1600 euros em contribuições mensais recorrentes para assegurar o salário aos seus 2 editores. O teu apoio é fundamental!