BMW inspirou-se na segway para melhorar a mobilidade dos seus funcionários nas fábricas

A BMW aderiu ao conceito da segway e criou um aparelho capaz de transportar os seus funcionários dentro das suas fábricas.

A famosa marca BMW desenvolveu um equipamento (estilo segway) que seria capaz de fazer muitos funcionários felizes em Portugal. O projecto assenta na melhoria da mobilidade de funcionários dentro das fábricas e está a ser finalizado por um equipa interna, composta por engenheiros e mecânicos que tentam adaptar o conceito da micro-mobilidade para, posteriormente, disponibilizar para todo o mundo.

Além disso, outro objectivo da multi-nacional é minimizar os deslocamentos monótonos dos funcionários nas fábricas, que chegam a andar 12 quilómetros por dia durante o seu turno. Este conceito também será usado para transportar objectos que precisam de ser levados para as tarefas diárias.

Tornar o trabalho dos funcionários mais “fluído e agradável” através desta espécie de segway não é o único objectivo da BMW. É também um pensamento inteligente para o rendimento dos funcionários ser maior. “Especialistas da BMW Group no campo da pesquisa e da tecnologia aceitaram este desafio, juntamente com o staff que gere a rede de logística central de pós-venda do BMW Group, em Dingolfing“, afirma a empresa em comunicado.

Após muitos planeamentos e conversas sobre as questões jurídicas e de segurança, o chefe de operações da rede de logística pós-venda, Richard Kamissek, refere “tinha que ser flexível, fácil de manobrar, zippy, eléctrica, extremamente ágil e à prova de inclinações – e, ao mesmo tempo, adequado para transportar objectos. O conceito de movimento pessoal pode fazer tudo isso – e também é divertido de dirigir. Esperamos começar a usá-lo o mais rápido possível!”.

Outro facto interessante deste aparelho, é o seu motor assemelhar-se ao de um carro – BMW i3 – quando não está a acelerar. É capaz de atingir os 25 km/h, tornando o deslocamento das pessoas mais rápido e de certa forma mais divertido e eficaz. Já as suas células,podem garantir uma autonomia de cerca de 20 a 30 km. Embora este conceito ainda esteja em fase de testes, a empresa espera que a produtividade dos seus funcionários aumente.

Milhares de pessoas seguem o Shifter diariamente, apenas 50 apoiam o projecto directamente. Ajuda-nos a mudar esta estatística.