Porque não trocar estas redes sociais por algo construtivo?

Em suma, pode dizer-se que o problema (se é que permitem chamar-lhe problema) das redes sociais não é a sua existência mas as dinâmicas de valorização que as hierarquizam sem estabelecer uma relação entre construtividade e valor.