A Internet tem queda para gozar com Neymar

O desafio é simples, ao ouvir o grito "Neymar", só tens de rebolar o máximo que conseguires.

Neymar challenge
Via Youtube/ ASSGC Lar da Gafanha do Carmo
 

Para muitos um dos mais talentosos jogadores do mundo, para outros um péssimo actor. Neymar deitado nos relvados russos durante este Campeonato do Mundo foi (infelizmente) uma das imagens de marca da competição.

Se o mau exemplo do jogador poderia originar questões relacionadas com a ética desportiva e influência nas gerações de jogadores mais jovens, a Internet e o bom senso trataram de ridicularizar o que por si só já é ridículo. Ccomo no futebol enquanto se ganha está tudo bem…. a derrota do Brasil com a Bélgica por 2-1 foi a verdadeira gota de água na satirizarão ao jogador da seleção canarinha que em 360 minutos disputados o jogador aproveitou para saltar e rebolar no chão durante 16 minutos.

As constantes paródias e memes online relacionados com os devaneios de actor de Neymar originaram o ‘Neymar Challenge’, com adeptos de várias nacionalidades a prestarem a “sua homenagem” ao comportamento do jogador.  O desafio é simples: é só atirares-te para chão e fingir lesões ao ouvir o nome do atacante brasileiro.

De realçar que apesar de Neymar exagerar neste tipo de acções, não é exemplo único, sendo uma prática bastante comum no futebol, ver homens de “barba rija”, dotados de soberbas capacidades físicas, fingirem lesões e dores inexistentes, somente para perder tempo ou para iludir o arbitro.

Ainda na onda das quedas do Neymar, o estúdio Push Start lançou o Neyboy Challenge, um jogo onde tens de desafiar as leis da física e da natureza em prol de um único objectivo… manter Neymar de pé.

O designer Luciano Jacob foi outro dos que contribuiu para a paródia. Por sua vez, usou fotografias das mais espalhafatosas quedas de Neymar durante a Copa para criar um alfabeto único com 26 neymaratéres (neymar + caractéres).

 

Gostaste do que leste? Quanto vale conteúdo como este?

Trabalhamos todos os dias para te trazer artigos, ensaios e opiniões, rigorosos, informativos e aprofundados; se gostas do que fazemos, apoia-nos com o teu contributo.