A 24ª edição do Super Bock Super Rock em 30 fotos

O Manuel Casanova andou pelo Parque das Nações, de máquinas em riste, com a missão de registar os melhores momentos do SBSR. Temos 30 fotografias para que possas matar saudades destes dias à beira Tejo.

Super Bock Super Rock 2018
Fotografia: Manuel Casanova/ Shifter

O Super Bock Super Rock já nos habituou aos altos e baixos: a sua vida é uma montanha russa de grandes nomes, de revelações, de pouca afluência de público, de dias esgotados. Nestas duas décadas já vivemos um pouco de tudo, lado a lado com o SBSR.

A concorrência é forte, chama-se NOS Alive e acontece, por norma, uma semana antes do SBSR. Este ano o cartaz do festival organizado pela Música no Coração revelou-se algo indefinido. Não estávamos à espera de ver Benjamin Clementine a actuar no mesmo festival do que Justice; de ver The XX paredes meias com o Travis Scott. A história de vida do SBSR tem tudo menos monotonia: já houve mudanças de local e de logística.

Há quem critique a clara opção por nomes sonantes do hip-hop, acusando que “rock só mesmo no nome.” Um festival também se constrói de críticas: ainda há quem não tenha perdoado a mudança do Meco para o Parque das Nações, onde o SBSR se tornou 100% urbano, com múltiplos acessos em termos de transportes públicos e ainda com estacionamento nas imediações.

A verdade é que esta última edição trouxe consigo bons momentos: desde o tributo ao Zé Pedro, dos Xutos & Pontapés, ao enérgico concerto de Anderson .Paak & The Free Nationals, passando pelo enigmático (e extremamente alto) Benjamin Clementine. Slow J encheu o espaço vazio da Altice Arena com boas energias. ProfJam levou uma plateia ao delírio, no palco EDP. The The foram os protagonistas de um grande concerto. Mas houve mais, muito mais. Houve arte urbana e muitos spots fixes para registar aquela selfie.

E o rock, senhoras e senhores, é uma atitude. Estou curiosa para ver qual será a atitude que nos vai trazer o cartaz dos 25 anos de SBSR. Save the date: 18, 19 e 20 de Julho de 2019.

Fotografias de: Manuel Casanova