Who Is America? Sacha Baron Cohen responde com nova série

Com a audácia que lhe é característica, Baron Cohen viaja aos extremos da política americana para os confrontar consigo próprios e com os seus opostos. Who is America? estreia dia 22 de Julho no TVSéries.

Who Is America
 
O Shifter precisa de dinheiro para sobreviver.
Se achas importante o que fazemos, contribui aqui.

Borat. Ali G. Bruno. Estes são alguns dos nomes que Sacha Baron Cohen foi assumindo ao longo do seu percurso pelos ecrãs, grande e pequeno. Agora, com a série Who Is America?, Baron Cohen dá asas a um novo projecto, que tem vindo a estrear em todo o mundo e quem tem a sua estreia em Portugal no dia 22 de Julho no canal TVSéries.

O modus operandus é aquele a que nos habituou. Tal como Borat, o repórter cazaque, ou Ali G, o rapper britânico “branco”, as várias personagens encarnadas em Who Is America? põem em xeque as crenças dos entrevistados, normalmente através de perguntas infantis ou de afirmações controversas que, surpreendentemente, acabam a maior parte das vezes a ser reforçadas pelos políticos ou activistas que se encontram com Cohen.

Ainda há muita coisa desconhecida acerca desta nova série, mas sabemos que o primeiro episódio contará com, entre outros, Bernie Sanders, candidato às primárias Democratas de 2016, e também com um jantar bem estranho de um liberal em casa de um casal de apoiantes de Donald Trump. O desconhecido é, aliás, propositado, para que o efeito surpresa ajude a acentuar a incredulidade das interacções de Cohen com o ecossistema político americano.

Nos vídeos já disponíveis online, é possível ver Cohen a interpretar Erran Morrad, um israelita ex-Mossad que viaja aos EUA para promover o armamento das crianças nas escolas. A proposta, que à primeira vista parece tão exagerada que – pensamos nós – ninguém será capaz de acreditar, acaba por ser apoiada sem grandes hesitações por três políticos republicanos. O facto de os intervenientes não questionarem a personagem de Cohen é indicativo da América do pós-2016, de facções a extremarem-se e a alinharem na radicalização do discurso. Fico curioso para ver, nos sete episódios, se alguém consegue bater o ridículo a que caiu Larry Pratt, director executivo Emérito da organização Gun Owners of America, com 1,5 milhões de membros e que investe dezenas de milhões em lobby. Cohen consegue que este activista, com décadas de carreira política, leia a seguinte frase (não creio que precise de tradução para se entender o ridículo):

“The science behind this program is proven. Children under five also have elevated levels of a pheromone Blink-182, produced by the part of the liver known as the Rita Ora. This allows nerve reflexes to travel along the Cardi B neural pathway, to the Wiz Khalifa, 40% faster saving time and saving lives.”

Resumindo, é mais do mesmo, sendo totalmente diferente. Com métodos a que já nos habituou, Cohen surge agora num papel diferente, mais próximo da intervenção política. Há, em Who is America?, uma proximidade com a actualidade que não era comum em Borat ou Bruno, por exemplo. Ao confrontar as personalidades americanas com caricaturas deles próprios, consegue ir desmascarando (se preciso era) quão perto a política actual chegou de uma “Game Of Thrones moderna”. Aguardamos o resultado final com grande expectativa.

Who Is America? estreia no próximo domingo, às 21h30, no TVSéries. Sacha Baron Cohen será a cara da série, do qual é também produtor, juntamente com Anthony Hines, Todd Schulman, Andrew Newman, Dan Mazer e Adam Lowitt, que trabalharam com o actor nos seus mais recentes filmes e projectos.

(conteúdo patrocinado por TVCine&Séries)

O Shifter precisa de cerca de 1600 euros em contribuições mensais recorrentes para assegurar o salário aos seus 2 editores. O teu apoio é fundamental!