Agnès Varda, aos 90 anos ainda nos convida para a praia

Uma mulher que, há pelo menos 50 anos, se tornou pela sua personalidade única e contagiante uma das figuras mais acarinhadas do cinema, para além de uma das mais importantes do movimento Nouvelle Vague.

Se, hoje em dia, no mundo do cinema o género vai começando aos poucos e poucos a deixar de ser uma questão com o surgimento de mulheres no papel de realização, há algumas décadas esse cenário estava longe de ser normal. A marcar a diferença, há pelo menos 50 anos, está uma mulher que por essa condição singular e pela sua personalidade única e contagiante se tornou uma das figuras mais acarinhadas do cinema, para além de uma das mais importantes do movimento Nouvelle Vague.

Agnès Varda tem 90 anos, mas ainda no ano passado lançou mais um filme, Visages Villages, provando como se mantém com vigor apesar da idade avançada. A sua irreverência é imagem de marca de uma carreira marcada pelas praias, como nos apresenta na auto-biografia Les Plages d’Agnès, uma peça de cinematográfica única e extremamente pessoal, que serve como o melhor cartão de identidade da realizadora.

É nessa longa metragem que ficamos a conhecer mais objectivamente a personalidade da cineasta que ia escapando ao longo dos seus filmes; ficamos a conhecer traços fundamentais como o humanismo, a humildade e o humor – por exemplo, como quando se mascara de batata num momento único na Bienal de Veneza. Também a sua relação com o cinema é relatada neste filme; Varda não foi como os cineastas da sua época, ou seja, uma estudiosa da área ou algo do género; pelo contrário, movia-se por um amadorismo – no melhor sentido da palavra – e foi esse amadorismo que a levou das fotografias que fazia profissionalmente aos filmes que fez por amor.

Aos 90 anos, Varda continua a ser um nome por desvendar, muito por culpa do estigma que paira sobre as mulheres no cinema desta época e que acima referimos, mas tem uma obra onde não faltam motivos de interesse. Selecionámos alguns desses filmes (ver em baixo) e apresentamos-te o Instagram oficial de Varda, para que possas desfrutar do espírito refrescante de Agnés Varda num dia em que queiras ir à praia sem ter de sair de casa. As obras são diversas, revelando a sua quase casual queda para o cinema e, entre elas, figuram longas metragens narrativas, documentários, auto-biográficas e não só, Réponse de Femmes é uma mini-curta/um cine-panflecto e Black Panthers, por exemplo, uma curta metragem.

Las Plages D’Agnès está disponível em streaming na plataforma Filmin.