Firefox tem novo logótipo mas quer ideias e opiniões para o melhorar

A empresa aposta na criação de uma nova identidade visual capaz de representar todos os seus produtos, através de um novo sistema de logótipos.

Surgiu em 2002 e apresentando-se como o navegador dos que defendiam a internet gratuita e aberta – o objectivo explicito da Mozilla.  Agora, mais de 15 anos depois, o Firefox aposta numa mudança de visual que procura não só repensar a sua imagem, adequando-a aos tempos correntes, como também fazer jus às novas apostas em aplicações e software especializado que surgiram para além do seu já conhecido navegador.

Tal como Tim Murray, diretor criativo da Firefox, afirmou no blogue da empresa, a Firefox já não se resume apenas a um navegador de internet, abrangendo outros produtos derivados que precisam de uma imagem singular que se enquadre num todo – a nova identidade gráfica da marca. Firefox Rocket e Firefox Reality são dois exemplos destes novos produtos, que mostram a aposta da empresa quer nos navegadores especializado, quer na realidade virtual.

Assim surgiu a necessidade de a empresa criar um momento de ruptura e dar um novo ar à raposa veloz com a cauda flamejante que a caracteriza, procurando atingir uma maior versatilidade de aplicações que não passe apenas pela atribuição de diferentes cores ao logótipo, mediante o produto em questão.

Tendo esta premissa em mente, a equipa de designers da Firefox pensou em novos imagens de marca que, de facto, a possam representar na sua totalidade. Foram então criados vários sistemas e selecionados os 2 considerados os com maior potencial.

Cada um destes dois sistemas é composto por um 1 logótipo principal, denominado de masterbrand, 3 logks similares entre si que representam os browsers, e, por fim, 5 logos associados aos restantes produtos da empresa.

O Firefox apresentou não um mas dois novos sistemas de branding mas continua a procurar o feedback do seu público para perceber qual o que mais se adequa e eventuais melhorias que possam ser feitas. Neste sentido a marca reforça que todos estes logótipos podem ainda vir a ser reajustados ao longo do tempo, apresentado um carácter temporário e sobretudo dependente das reações do público.

Como curiosidade, é de referir que este rebranding da marca já está a ser pensado há pelo menos 2 anos, quando a empresa-mãe, a Mozilla, fez um Open Branding. Se queres saber mais detalhes, acompanha os seguintes vídeos.

Esta é a primeira fase de um projecto que ainda pode demorar meses e que a cumprir o objectivo proposta por Tim Murray, levará qualquer pessoa a identificar sem problemas um produto da família Firefox sem precisar de ver a famosa raposa.