Como reduzir o tempo gasto no telemóvel

Sentes-te demasiado agarrado ao smartphone e às redes sociais? Eis 6 ideias para te libertares da tecnologia e aproveitares melhor o que está à tua volta.

Jon Tyson Via Unsplash

A internet é uma evolução dos meios de comunicação anteriores – a rádio dava apenas som, a televisão acrescentou a imagem; já a internet não só permitiu qualquer um criar e publicar, como acrescentou a mobilidade. Na verdade, com o surgimento dos smartphones e dos planos dos dados móveis, a internet passou a estar em todo o lado, sempre connosco no bolso e nós sempre com ela na cabeça.

Ter acesso à internet tornou-se tão ou mais importante que ter rede móvel. Internet é uma ferramenta de comunicação mas também de entretimento e um autêntico portal para as distracções. É o seu lado viciante, proporcionado por pequenos detalhes que intencionais ou não, nos acabam por prender.

Recentemente, tenho tentado reduzir significativamente o tempo que gasto na internet para o investir noutras coisas que, entretanto, já me tinha esquecido de que eram mais interessantes, como viciar-me numa série, descobrir um filme ou um livro, ler uma boa revista, passear ou estar com os amigos. O nosso tempo livre é limitado; por isso, há que potenciá-lo e aproveitar cada segundo.

Assim, partilho de seguida algumas dicas que tenho seguido e inventado para reduzir não só o meu uso das redes sociais, mas também da internet e do telemóvel em geral. Algumas sugestões sobrepõe-se a outras, mas cabe-te a ti escolher a melhor ou as melhores para o teu caso específico.

1 – desinstala todas as apps que te roubam tempo

Facebook, Twitter, Instagram, Reddit, Messenger, Snapchat… Podem ser boas aplicações, ou seja, serviços úteis para estar em contacto com os amigos ou bons recursos em termos de inspiração/reflexão/etc. Contudo, enchem-nos de notificações e distracções, e levam-nos por um scroll infinito, onde tantas vezes nos perdemos, acabando por desvalorizar ou banalizar o conteúdo que percorremos. Assim, se não tiveres muito para partilhar (provavelmente não tens), podes desinstalar estas apps e usar os respectivos serviços apenas quando estás no computador. Assim, talvez comeces a fazer um melhor uso das redes sociais, aproveitando o pouco tempo que diária ou semanalmente vais passando nelas. Quanto às mensagens, estabelece uma forma primordial para falarem contigo no telemóvel – por exemplo, o SMS ou o WhatsApp. Tudo o resto poderá esperar até que decidas sentar-te ao computador.

Foto de William Hook via Unsplash

2 – anda com os dados móveis desligados

Notificações a torto e a direito são um dos problemas – se assim lhe podemos chamar – das aplicações. É certo que dá para desligar aplicação a aplicação, e inclusive definir o que queremos receber. Mas, além de trabalhoso, por vezes dá jeito um gigante botão de “não incomodar”, que desactive todas as vibrações e sons do nosso smartphone e que o transforme num mero telefone. Quando temos os dados desligados (e o wi-fi também desligado), é isso que acontece: o smartphone é um telefone que faz chamadas e recebe mensagens – em caso de urgência, estamos contactáveis e conseguimos contactar alguém. Não precisas de mais.

Foto de Bernard Hermant via Unsplash

Com os dados móveis desligados, poupas bateria e podes poupar a carteira também. Podes ter um plano com menos tráfego junto da tua operadora e aproveitar as redes wi-fi que existem para te ligares online, bem como os modos offline das tuas apps e o modo offline da tua vida.

3 – instala uma app para reduzir o tempo nas outras apps

Existem várias aplicações na App Store e na Play Store que podem ajudar-te a colocar o telemóvel de lado e aproveitar o mundo offline à tua volta. Algumas são mais criativas que outras, que são meras ferramentas. O Offtime é um destes últimos casos. Disponível para Android, permite-te estabelecer períodos durante os quais determinadas apps do teu telemóvel estão bloqueadas, assim como as respectivas notificações.  Com o Offtime, podes estabelecer excepções para algumas aplicações e, se usares a versão paga, podes programar os períodos durante os quais queres que o serviço corra no teu telemóvel. O Offtime não está disponível para iPhone.

O Forest é um dos outros casos. Com esta aplicação, estabeleces o tempo em que queres estar desconectado e, durante esse período, podes aceder a todas as tuas aplicações, só que, se o fizeres, recebes um aviso de que a tua árvore está a morrer. O Forest é uma espécie de jogo. Sempre que te desconectas, há uma árvore que cresce virtualmente no teu telemóvel e, se usares a versão paga da aplicação, essa árvore pode crescer mesmo numa floresta no mundo real. Fixe, não achas? O Forest tem versões para Android e iOS, e é gratuito.

4 – programa o modo “não incomodar”

O teu smartphone terá, certamente, um modo Do Not Disturb. Seja Android ou iOS, este modo pode ser activado manualmente ou programado para estar activo automaticamente durante determinados períodos do dia e da semana – só é preciso coragem. Explorando as definições do teu telemóvel e desta funcionalidade em específico, podes estabelecer períodos do dia em que não recebes notificações nem outro tipo de alertas, apenas aquilo que queres – por exemplo, chamadas de um número importante (mãe, namorada, amigo, etc).

Foto de Eli DeFaria via Unsplash

5 – troca o smartphone por um “telemóvel com teclas”

A bateria durava mais, a câmara era mázinha e a capacidade dava para um número limitado de mensagens. Não havia cá notificações sempre a cair ou apps a distrair-nos – no máximo, um joguito ou outro. Tens saudades desses tempos? Voltar a um telemóvel com teclas pode ser a desconexão que procuras. Ganhas um telefone que faz o essencial – chamadas e mensagens –, e perdes um mundo de distração.

Nokia 3310 (foto via HMD Global)

6 – coloca limites nas apps que mais usas

O tema do “bem estar digital” tem estado na ordem do dia das tecnológicas. Depois do Verão, as novas versões do iOS e do Android introduzirão ferramentas que permitirão aos utilizadores gerir o tempo que gastam em cada aplicação e inclusive limitá-lo. Ao mesmo tempo, algumas apps têm disponibilizado formas de os utilizadores reduzirem o tempo que despendem nelas, como já era o caso do YouTube e agora é também o caso do Facebook e do Instagram.

Exemplo da funcionalidade de Screen Time que chegará à maioria dos iPhones/iPads com o iOS 12 (imagem via Apple)

Nas definições da app do YouTube (em iOS ou Android), podes definir um lembrete para fazeres uma pausa após 10 minutos, meia hora ou qualquer outro limite de tempo que definas. Após esse período, receberás uma notificação a sugerir-te que faças uma pausa; caso queiras, podes ignorar essa recomendação e continuar a ver vídeos na plataforma.

Gerir o tempo no Instagram (imagem via Facebook)

No Facebook e Instagram, a funcionalidade é parecida e igual entre as duas apps. Também podes definir um limite máximo para uso da aplicação, que, se for atingido, serás notificado – poderás ignorar essa notificação e continuar a usar a aplicação. Facebook e Instagram também te irão mostrar o tempo que em média passas em cada app, assim como ajudar-te a desactivar algumas notificações push. Verifica se já tens estas opções disponíveis no teu telemóvel.