Microsoft recua e redesenha Skype novamente

A nova versão do Skype perde algumas das funcionalidades do redesign introduzido em 2017, sendo um regresso às origens.

O novo Skype para computadores

Há cerca de um ano, a Microsoft apresentou um completo redesign do Skype, tornando a aplicação mais colorida e mais parecida com outras da categoria (do Messenger ao Snapchat). Contestada por alguns utilizadores, a mudança está agora a ser revertida pela Microsoft, que decidiu redesenhar novamente o Skype, desta vez focando nos “fundamentos que levam a maioria das pessoas a usar o Skype – fazer chamadas (geralmente com vídeo) e/ou enviar uma mensagem”.

Assim, a Microsoft eliminou o Highlights, uma espécie de Stories – os utilizadores podiam partilhar fotos e vídeos com os seus contactos durante 24 horas –, e o Capture, isto é, a câmara no centro da app que incentivava também à partilha de conteúdo visual. A Microsoft percebeu que os utilizadores do Skype procuram sobretudo as chamadas de voz e de vídeo, bem como o chat de texto, e é nessas duas funcionalidades que a aplicação agora se foca.

O novo Skype para telemóveis

O Skype apresenta agora um novo modelo de navegação, sem as “funcionalidades redundantes e pouco usadas e que criavam ruído”, organizando-se agora em três separadores: Chats, Calls e Contacts. Nas aplicações móveis (iOS e Android), o menu aparece em baixo; nas aplicações para computador (macOS, Windows e Linux), os três separadores surgem no topo do lado esquerdo, “tornando-os fáceis de encontrar por os utilizadores mais antigos do Skype”.

A Microsoft manteve o aspecto colorido do Skype, mas há um novo modo escuro tanto na versão telemóvel como na do computador, assim como um tema chamado “Classic” (de tons azuis, como os primórdios do Skype). A Microsoft diz ainda que limpou “alguns dos elementos mais decorativos” e que causavam distracção. O novo Skype está disponível para iOS, Android, Windows, macOS e Linux.

O modo escuro no novo Skype