NGA é como o vinho e ‘Filho das Ruas II’ é a prova disso

O filho das ruas cresceu e os (quase) 36 anos de NGA vão reflectindo-se cada vez mais nas suas letras e até mesmo nas batidas.

NGA Filho das Ruas

A espera (finalmente) terminou. O novo disco de NGA já está disponível para audição nas principais plataformas de streaming. Filho das Ruas 2 é a sequela de Filhos da Rua, lançado em 2012 e apresenta-se como o regresso do “Rei da Linha de Sintra”, após algum tempo afastado dos projectos de originais – o último foi o EP Atitude, lançado em 2015, a que se seguiram em 2017 duas faixas soltas, com o produtor MadKutz, “35” e “Kwalé”, em celebração do 35º aniversário do rapper.

“Perfeito”, “Tatuagens, Cicatrizes & Diamantes” e “Irmandade”, foram os singles que anteciparam o sucessor do álbum KING, lançado em 2014, extraídos de um disco praticamente 100% self made – os instrumentais ainda não são da autoria de NGA, mas quem sabe, talvez um dia assistamos a essa faceta do CEO da Dope Musik.

“Esse álbum fiz sozinho, maioritariamente sozinho. Captei sozinho. Precisei desse tempo para entrar na minha zona, na minha vibe”, explicou o rapper à revista Bantumen.

O filho das ruas cresceu e os (quase) 36 anos de idade de NGA vão-se reflectindo cada vez mais nas letras e até nas batidas, que se vão afastando gradualmente dos característicos bangers a que o artista nos foi habituando. Todos os dias a vida ensina e oferece novos desafios e sem pretensiosismo nem paternalismos em excesso NGA é o rapper “ombro amigo”. O teu mais velho que te aconselha, motiva e ilumina a tua visão em dias mais sombrios. Um poço de motivação sem fundo, que nas suas letras exorciza os problemas e adversidades que vai enfrentado, passando o testemunho dessas vivência aos ouvintes, em forma de terapia musical.

Quando o catálogo de flows parece estar cada vez mais curto, principalmente no circuito mais mainstream, NGA ainda consegue surpreender. Sem recorrer a yeah’s intercalados nas rimas ou a outros ad-libs catchy procura a cada ano e a cada registo que passa uma nova frescura, uma nova singularidade e sonoridade que distancie o seu rap do dos demais, sendo o resultado diferenciador, positivo e de salutar.

NGA é como o vinho e se a expressão pode soar meio clichê a música em si nem por isso, correspondendo fielmente à analogia apresentada. O homem está de facto mais maduro e o amor ao próximo é a mensagem mais transversal entre as faixas apresentadas. Sem “lugar para fracos” é um disco de superação à perda e às adversidades.

É impossível ouvires a faixa a “Tatuagens, Cicatrizes & Diamantes”, e se ainda puderes, não ires logo de seguida em direcção à tua “cota”, abraçar o teu maior diamante.

“O objectivos agora são outros, mas o plano é o mesmo”

É normal os artistas acompanharem o crescimento dos fãs, mas também é comum os ouvintes acompanharem o crescimento pessoal e musical de um artista, principalmente quando aquilo que cospe é “real e autêntico” e sobretudo relacionável com a vida de quem o ouve. O teu “lugar no céu” está garantido e o nosso respeito também. Obrigado NG.

“Faço guita, guita não me faz, lealdade não é negociável”

Filho das Ruas II apresenta-se com duas versões diferentes, uma física e outra digital. O CD, já à venda, tem 12 faixas e uma tiragem inicial de 12.000 exemplares. A versão digital do Filho das Ruas 2 traz dez músicas e conta com as participações de Srta Paola, Hélvio, Deezy e Prodígio. A capa do disco, à semelhança da sua prequela, conta com a imagem de um dos filhos de NGA.

De resto, a apresentação de Filho das Ruas II começou logo por fazer furor em Angola, com mais de 20.000 pessoas presentes na Praça da Independência, em Luanda, no passado dia 8 de Setembro, para receber o novo álbum do Rei da LS.

Podes ouvir o disco abaixo:

NGA – Filho das Ruas II (Tracklist)
  1. Intro
  2. Irmandade
  3. Depois do Amor Feat Srta Paola
  4. Estrelas (Interlúdio)
  5. Tatuagens, Cicatrizes & Diamantes Helvio, Deezy
  6. Todos os Dias Feat Deezy
  7. A Luta Continua
  8. Olho por Olho Feat Prodígio
  9. Tu Não Sabes
  10. Perfeito