O nome que une Call Me By Your Name e As 1001 Noites, de Miguel Gomes

Sayombhu Mukdeeprom é um director de fotografia tailandês que ganhou especial destaque pelo seu trabalho no filme de Luca Guadagnino. Mas Sayombhu é o responsável pelas igualmente maravilhosas imagens do filme português.

Começando este artigo por uma consideração extremamente pessoal e por uma confissão: se há cargo menosprezado na concepção de um filme é o de director de fotografia. É impossível que não reparemos no seu trabalho, que, com certeza e intenção, marca um filme e, de certo modo, define o seu tom; aquilo em que habitualmente não reparamos é no homem ou mulher responsável por esse importante papel. Só essa falta de atenção generalizada, que acompanho com algum esforço contrário, explica que só agora cheguemos ao facto que aqui apresentamos em jeito de trivia cultural.

Como já percebes pela relação entre o título e este primeiro parágrafo, neste artigo queremos dar-te a conhecer o director de fotografia que tem em comum ter participado num dos grandes fenómenos do cinema recente e numa das mais recentes obras primas do cinema português. Falamos de Call Me By Your Name e de As 1001 Noites, cruzadas por Sayombhu Mukdeeprom.

Call Me By Your Name, de Luca Guadagnino

As 1001 Noites, de Miguel Gomes

Sayombhu Mukdeeprom é um director de fotografia tailandês que ganhou especial destaque no panorama mediático pelo seu trabalho em Call Me By Your Name, filme de Luca Guadagnino. Se essa subida é compreensível pelas maravilhosas imagens do filme, um dos pontos mais consensuais dessa longa metragem,não é tão compreensível que nós, portugueses, ainda não tivéssemos reparado no seu nome. É que Sayombhu Mukdeeprom é o responsável pelas igualmente maravilhosas imagens de As 1001 Noites ou Arabian Nights, a ousada produção do enfant terrible ou, em bom português, do gaiato irrequieto do cinema europeu.

O director de fotografia de ambos os filmes, Sayombhu Mukdeeprom

À parte disso, Sayombhu não acumula títulos de grande notoriedade, mas já em 2010 se passeava pelo Festival de Cannes na apresentação de Uncle Boonmee Who Can Recall His Past Lives, uma produção tailandesa que recebeu a mais alta distinção no festival francês. Em 2018, Sayombhu volta a colaborar com Luca Guadagnino, desta feita num filme de terror chamado Suspiria, um remake da obra homónima de Dario Argento de 1977.