Gatsbying: uma nova moda na internet

As Stories que se calhar tanto tempo perdes a ver no Instagram podem ter um alvo que não és tu.

Foto de Jakob Owens via Unsplash

Alguma vez publicaste algo na internet apenas com o intuito de ver a reacção “daquela pessoa”? Bom, se tens entre: idade suficiente para ter um telemóvel e as hormonas a fluírem-te pelo corpo, até… digamos… 35 anos, o mais provável é que já o tenhas feito. O que não sabias na altura é que isso é uma nova trend da internet.

Isso quer dizer que as Stories que se calhar tanto tempo perdes a ver no Instagram podem ter apenas uma intenção e um alvo a atingir, e provavelmente esse alvo não és tu.

Neste momento, o termo “gatsbying” encontra-se o nível de um “ghosting” – deixar de responder a uma pessoa, ignorando-a completamente –, de um “stalking” – quando ligas todos os dias pelo menos 10 vezes à tua ‘ex’ ou deixas umas 15 mensagens – ou mesmo de um “sexting” – tu sabes…

Para um melhor entendimento do que é isto do “gatsbying”, nada melhor do que voltar as origens e recordar as palavras da modelo australiana, Matilda Dods, que terá sido a responsável pelo surgimento desta nova tendência e do mediatismo crescente que a tem acompanhado: “publicar um vídeo, uma fotografia ou uma selfie em redes sociais públicas, unicamente para a pessoa em que estamos interessados ver”. De preferência, uma foto em que estejamos especialmente favorecidos, divertidos e bem acompanhados. E quanto mais cativante o cenário melhor…

Vinte minutos depois, voltas a pegar no telefone e imediatamente vais ver se “eles” viram. Tu sabes quem são “eles”. É aquele rapaz ou aquela rapariga cuja atenção estás a tentar captar com o vídeo que publicaste. Tu sabes do que falo…

Foto de Kristina Flour via Unsplash

Mas de onde surgiu este termo de “gatsbying”?

Tudo remonta a 10 de Abril de 1925, quando F. Scott Fitzgerald lança o romance conhecido por The Great Gatsby – parece que os nossos millennials andaram a pôr a leitura de Verão em dia, ou pelo menos, viram o filme. Nesta história, o multimilionário Jay Gatsby dá as maiores e mais extravagantes festas de toda a Nova Iorque na sua mansão, apenas com o propósito da sua amada, Daisy, aparecer e, com isto, chamar a sua atenção – não tendo acesso a novas tecnologias o melhor que dava para fazer nesta altura eram festas extravagantes na mansão particular.

Felizmente, hoje em dia, todos podemos ser um Jay Gatsby – e o melhor de tudo é que não precisamos nem de ser multimilionários, nem de ter uma mansão em Nova Iorque. Para tal basta teres: um telemóvel, acesso a internet – Instagram ou Snapchat – e, talvez o mais importante, uma pessoa amada como alvo (de preferência alguém que saiba que existes).

Tens interesse em alguém e queres despertar a atenção dessa pessoa? O melhor que tens a fazer (ou pelo menos é essa a tendência do momento e seguir as tendências é sempre a opção mais viável, certo?!) é: publicares uma Story no teu Instagram ou Snapchat, esperar 20 minutos, abrires a app e ver se a pessoa viu (se não viu provavelmente não gosta de ti e talvez mesmo não saiba da tua existência… cuidado).

Se seguiste os passos em cima e deu certo, muitos parabéns… O teu “gatsbying” correu lindamente. Prepara-te porque pode muito bem culminar num belo “sexting”. Mas não te esqueças que daqui a dois meses essa pessoa te vai fazer “ghosting” e tu vais ser o seu novo “stalker”.