Projecto de investigação da FCUL origina empresa de cloud 10 anos depois

A Vawlt resultou de mais de 10 anos de investigação internacionalmente reconhecida.

Imagem via Vawlt

Chama-se Vawlt, nasceu no seio de um projecto de investigação da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (FCUL) e acaba de lançar aquele que diz ser o serviço mais seguro e privado de armazenamento de dados na cloud. É que ao contrário de outras ofertas semelhantes, na proposta da Vawlt apenas os donos dos ficheiros conseguem efectivamente visualizá-los.

A start-up foi fundada por um professor e dois investigadores da FCUL e pretende revolucionar o mercado de armazenamento de dados na cloud. A tecnologia que propõem resulta de mais de 10 anos de investigação internacionalmente reconhecida e consiste, basicamente, num encadeamento de diferentes clouds (ou, em português, nuvens).

Quer isso dizer que a Vawlt usa serviços de cloud pública de operadores como a Amazon, Microsoft, IBM ou Google, e através deles eles distribui parcialmente os dados dos clientes, após serem encriptados ainda nos seus próprios computadores e sem nunca passarem pelos servidores da Vawlt. Cria-se assim uma cloud-of-clouds de comunicação segura e altamente privada.

O software foi concebido com um interface intuitivo, que integra completamente com o sistema de ficheiros de cada computador onde for instalado. É, defendem, uma solução simples o suficiente para ser usada por utilizadores individuais, sendo ao mesmo tempo particularmente relevante para empresas que operam com grandes volumes de dados e/ou dados sensíveis – nomeadamente aquelas ligadas aos sectores da saúde, finanças, seguros ou media.

Podes conhecer em melhor detalhe a proposta da Vawlt nesta publicação no Medium e no site da start-up. E os seus fundadores, no LinkedIn.