Compra de bicicletas eléctricas também vai ter incentivos do Estado. Não só de carros e motas.

Governo aceitou a proposta do PEV e vai ajudar na aquisição de bicicletas eléctricas a partir do próximo ano.

Foto de Alessandra Caretto via Unsplash

Quando o Governo apresentou a proposta de Orçamento de Estado para 2019 no passado dia 15 de Outubro, as bicicletas ficaram de fora dos incentivos já existentes – e agora renovados – para a compra de veículos eléctricos. Mas o partido ecologista Os Verdes (PEV) apresentou uma proposta para que o Estado também apoie a compra de bicicletas eléctricas, não apenas a de carros e motas, e essa proposta foi aceite.

Heloísa Apolónia, deputada do PEV, disse esta quarta-feira que o Governo do PS aceitou a vontade do partido de que “o Fundo Ambiental financie incentivos ao nível da mobilidade eléctrica, não apenas para os automóveis e motas (já em vigor actualmente), mas também para as bicicletas. Estas, que estavam excluídas dos incentivos, passarão a ser contempladas”.

Recorde-se que no início de Outubro a Associação Pela Mobilidade Urbana Em Bicicleta (MUBi) tinha defendido publicamente aquilo que o PEV agora conseguiu junto do Governo, tendo dito estar em conversações com os grupos parlamentares na Assembleia da República para a inclusão deste apoio no Orçamento de Estado para o próximo ano. “Este é um estímulo efetivo à mobilidade de baixas emissões e à mobilidade activa, de extrema importância para garantir melhores padrões ambientais”, completou Heloísa Apolónia. Também o partido Pessoas-Animais-Natureza (PAN) disse ter negociado com o Governo a contemplação das bicicletas eléctricas na chamada “Introdução no Consumo de Veículos de Baixas Emissões”, o nome do incentivo que integra o Fundo Ambiental governamental.

Os valores dos apoios do Estado à aquisição de bicicletas eléctricas não estão estipulados ainda, mas Heloísa Apolónia apontou que, “se para os motociclos é 20% do valor, até ao limite de 400 euros, para as bicicletas será um valor proporcional”. O PAN sugere que o incentivo seja no valor de 20% do valor da bicicleta, até ao máximo de 200 euros.

Em 2018, o Estado reservou um total de 2,65 milhões euros para estes incentivos, aos quais é possível aceder através de uma candidatura após a aquisição do veículo. De acordo com dados oficiais, o Governo recebeu este ano 1493 candidaturas para a compra de automóveis eléctricos e 30 para a de motas, tendo aprovado a maioria.