Depois do Fogos.pt, o Suprimidos.pt: os comboios suprimidos e atrasados, em tempo real

Site e aplicação que apresenta os comboios suprimidos e atrasados de norte a sul.

Com foto de Bruno Domingues via Flickr

João Pina (ou @tomahock, como é mais conhecido no Twitter) tem uma vontade admirável de tornar informação das entidades públicas mais acessível. O Fogos.pt, que lançou em 2016, mapeia em tempo real todos os incêndios activos em Portugal, aproveitando os dados disponibilizados online pela Protecção Civil de modo semi-escondido. Agora o mesmo princípio do Fogos.pt é aplicado no Suprimidos.pt.

Comboios que foram suprimidos ou que estão atrasados é o que mostra este novo portal, disponível no endereço suprimidos.pt e que conta também com aplicação para Android, estando nos planos uma versão iOS. No computador ou no telemóvel, o Suprimidos.pt recolhe informação da Infraestruturas de Portugal e organiza-a automaticamente em duas secções: na homepage, uma lista das últimas supressões em cada linha ferroviária e um quadro que mostra todas as supressões que ocorreram nas últimas duas semanas; na página “Atrasos”, é possível consultar os últimos atrasos de norte a sul do país.

Ao contrário do Fogos.pt, que é sobretudo informativo, o Suprimidos.pt serve mais como um repositório estatístico. Através dele, é possível obter um panorama geral do “estado” do serviço ferroviário nacional. Por exemplo, percebemos que são raros os dias em que não há uma supressão na Linha do Algarve, ou que só no dia 30 de Novembro foram suprimidos 10 comboios na Linha de Cascais, o mesmo número de supressões que ocorreram esta terça-feira na Linha de Sintra. Já na Linha de Braga ou na Linha do Sado foram duas semanas sem problemas deste género.

Percebemos também pela informação do Suprimidos.pt que ocorreram atrasos nas várias linhas férreas nas últimas horas. Também é possível verificar onde aconteceram os atrasos maiores e o total de minutos perdidos. Por exemplo, foi na Linha do Norte que há data deste artigo se verificou o maior atraso: de 631 minutos; já na Linha do Douro os atrasos acumulados resultaram em 255 minutos perdidos; na Linha de Cascais, só existiram atrasos de 3 a 4 minutos. A Fertagus atrasou um total de 53 minutos.

Se o utilizador assim o desejar, o Suprimidos.pt pode enviar notificações detalhadas dos últimos comboios suprimidos ou atrasados; informações que podem também ser seguidas via Twitter, @suprimidospt. A plataforma ainda está em desenvolvimento, pelo que se notam alguns detalhes aqui e ali que precisam de ser afinados, algo que o seu criador assume na sua conta pessoal de twitter onde vai recolhendo feedback e sugestões e recrutando ajudantes para os seus projectos de natureza open-source.