Está aí mais um Jornal Mapa, desta vez com um artigo exclusivo Shifter

Edição custa 1 euro e está à venda de norte a sul do país. Pode também ser encontrado para consulta livre em diversas bibliotecas nacionais.

Está aí o novo Jornal Mapa (edição 23, de Abril a Junho). Porque este país não é para mulheres, um conjunto de artigos olha à justiça e à normalidade do quotidiano. Porque feminismo não é apenas uma luta contra a violência de género. No rescaldo da greve feminista em Portugal apontam-se tarefas para um feminismo que vem e a necessidade de um questionamento radical. E a conversa com a antropóloga Rita Segado leva-nos ao questionar feminista anti-carcerário da lógica punitiva institucionalizada.

A sul, a crónica “Os Olhares de Catarina” observa os trabalhadores rurais migrantes do Alentejo. Será possível a sua integração sem questionar a agro-indústria que faz tábua rasa do território e das comunidades? A norte, nesta defesa dos territórios, da Galiza a Trás-os-Montes, damos conta do combate popular em marcha contra A Febre da Mineração. Das Covas do Barroso, Boticas, aos protestos de milhares de galegos contra a mina de Touro, organizados na Plataforma Mina Touro-O Pino Non.

O Jornal Mapa dá voz ainda às questões tabu sobre o aumento da capacidade aeroportuária em Portugal; anuncia o Camp in Gás – Acampamento de Acção contra Gás Fóssil – para Julho próximo para travar o furo da Bajouca (Leiria); e relatamos o que foi em Barcelona o primeiro encontro preparatório do Fórum Social Mundial das Economias Transformadoras. Entre propostas de leituras – de Pierre Clastres, Bob Black a Voltairine de Cleyre, lugar ainda para se falar da solidariedade com os migrantes sem abrigo na Bélgica; do futuro da Internet (com um artigo do Shifter); do se passa na América de Trump, ou mesmo do Candomblé Afro-brasileiro e a espiritualidade no ocidente.

Aproveitamos para relembrar também a primeira aventura editorial do Mapa em parceria com a Letra Livre: a edição do livro Colapso, de Carlos Taibo. Uma análise sem complexos de como o actual passo desenfreado de acumulação capitalista aumenta a probabilidade de um colapso do sistema, com um agravamento das consequentes crises ambientais, energéticas e naturalmente, sociais. Podem pedir o livro escrevendo para geral@jornalmapa.pt.

À venda no Shifter

A 23ª edição do Jornal Mapa custa, como as outras, 1 euro e está disponível em vários pontos de distribuição de norte a sul do país, ou através de assinatura. Em Lisboa, o Mapa pode ser encontrado para consulta na biblioteca do Palácio Baldaya, em Benfica, e para venda nesse mesmo espaço, em parceria com o Shifter – podes enviar um e-mail para comunidade@shifter.pt para mais informações. Estamos a oferecer um saco de pano Shifter por mais 1 euro.