O projecto português que te quer deixar a pensar no tempo que passas online

ONLINE OFFLIFE pretende fazer com que as pessoas comparem as suas vidas reais com as virtuais, gerando um debate saudável sobre o assunto e obrigando-nos a ver que o nosso vício em tecnologia nos impede de viver as nossas vidas ao máximo.

A tecnologia devia unir-nos. Em vez disso, está a afastar-nos. Os relacionamentos humanos são cada vez mais substituídos pelos virtuais. Este projeto questiona essa tendência, na esperança que nos reconectemos novamente.”

É esta a premissa do projecto ONLINE OFFLIFE do copywriter Tomaz Castelão que, num “ato de vandalismo com significado”, colou pelas ruas de Lisboa centenas de pósteres com mensagens que questionam diretamente a nossa actual relação com a tecnologia.

O seu objectivo é fazer com que as pessoas parassem e comparassem as suas vidas reais com as virtuais, gerando um debate saudável sobre o assunto e obrigando-nos a ver que o nosso vício em tecnologia (a tecnologia móvel em particular) nos impede de viver as nossas vidas ao máximo: vidas ricas em conexões humanas, viver no momento.

O conceito é de Tomaz Castelão que contou com a ajuda de Marco Espírito Santo para produzir e realizar o vídeo da acção, bem como fotografar os cartazes que foram espalhados pela cidade. Na concepção de todo o projecto participaram ainda Paulo Inês, Vítor Mingates, André Jesus, Jerónimo Rocha, Margarida Roxo e Vasco Ruivo, conforme se pode ver nos créditos da ação.

Os 12 pósteres que resultaram do projecto (além do filme) têm como base factos reais retirados de artigos e publicações do já famoso Time to Log Off, a empresa britânica de detox tecnológico que além de ter um blog informativo e um podcast, organiza retiros e experiências para ensinar o mundo a ter uma relação mais saudável e feliz com o mundo digital, no fundo, com a mesma intenção do criativo.

Podes consultar o projecto em onlineofflife.com. No site são-te ainda aconselhadas outras páginas sobre o mesmo tema como itstimetologoff.com, bagby.co, psycom.net, bankmycell.com ou rewire.org.