Especialista em Blockchain detido e acusado de ajudar Coreia do Norte

De acordo com o Departamento de Defesa dos Estados Unidos, Virgil Griffith é acusado de ter feito uma apresentação sobre os preceitos técnicos da Blockchain e de ter aconselhado o governo de Pyongyang sobre formas de evadir as sanções económicas e lavar dinheiro recorrendo a esta tecnologia.

Virgil Griffith via Linkedin
 

Virgil Griffith é um conhecido programador norte-americano conhecido pelo seu alter-ego Romanpoet, e pelo seu envolvimento em projectos como o WikiScanner – que permitia detectar a proveniência de alterações na Wikipedia – , ou a proxy Tor2Webe, que desenvolveu em colaboração com Aaron Swartz em 2008. O norte-americano de Birmingham, Alabama, é agora notícia por ter sido preso no passado dia 28 de Novembro. A residir actualmente em Singapura, o programador de 36 anos foi detido no Aeroporto de Los Angeles e arrisca uma pena de até 20 anos de prisão, acusado de assistência ao governo da Coreia do Norte.

Segundo um porta-voz do FBI, Virgil Griffith esteve em Abril numa conferência em Pyongyang, onde forneceu informações sobre como o governo Norte-Coreano podia evitar as sanções económicas norte-americanas utilizando a tecnologia blockchain.

Virgil Griffith, que nos últimos anos tem dedicado a sua carreira a esta tecnologia de ponta, sendo um dos membros mais mediáticos da Ethereum Foundation – e que é também conhecido pelo alter-ego Romanpoet — terá pedido autorização para participar no evento Pyongyang Blockchain and Cryptocurrency Conference e terá visto o seu pedido negado, mas terá levado avante a sua intenção.

Como se pode ler num comunicado publicado pelo Departamento de Defesa dos Estados Unidos, Virgil Griffith é acusado de ter feito uma apresentação sobre os preceitos técnicos da Blockchain e de ter aconselhado o governo de Pyongyang sobre formas de evadir as sanções económicas e lavar dinheiro recorrendo a esta tecnologia.

O caso está agora entregue à Unidade de Terrorismo e Narcotráfico Internacional e tanto os pormenores da acusação como os próximos capítulos ainda são difíceis de prever. Como se pode ler no mesmo comunicado, a pena de 20 anos que aparece citada na acusação surge apenas por obrigação burocrática de enquadramento penal.

Gostaste do que leste? Quanto vale conteúdo como este?

Trabalhamos todos os dias para te trazer artigos, ensaios e opiniões, rigorosos, informativos e aprofundados; se gostas do que fazemos, apoia-nos com o teu contributo.