Bandeira de aço e arame farpado lembra em Lisboa a crise migratória na Europa

Uma bandeira da União Europeia feita em aço e arame farpado, materiais que “evocam as barreiras físicas que os migrantes enfrentam ao tentar entrar na Europa e enquanto esperam esperançosamente em campos de refugiados com condições desumanas”.

Foto via ICY AND SOT

É na capital sem muros e que se diz aberta a todos, independentemente da sua cultura, religião ou etnia, que o colectivo artístico ICY AND SOT colocou uma das suas últimas criações: uma bandeira da União Europeia feita em aço e arame farpado, materiais que “evocam as barreiras físicas que os migrantes enfrentam ao tentar entrar na Europa e enquanto esperam esperançosamente em campos de refugiados com condições desumanas”.

ICY AND SOT são dois irmãos iranianos que residem em Brooklyn, Nova Iorque. Numa altura em que a guerra fria entre Irão e EUA está mais quente que nunca, o colectivo veio a Lisboa a convite da galeria Underdogs.

A peça pode ser vista na Praça Europa, em Lisboa, entre a Ribeira das Naus e o Cais do Sodré, à beira do rio Tejo.

“Apesar da dura realidade que explora, a peça também tenta transmitir esperança – a esperança que os que quem pede asilo têm”, escrevem os artistas no seu site e Instagram. A bandeira não tem fundo – o aço e o arame farpado formam apenas os contornos deste símbolo da União Europeia, de modo a que através da bandeira se possa ver o céu “a fim de proporcionar uma sensação de esperança”.

A localização da obra “em frente ao rio que desagua no oceano alude à viagem marítima que muitos deles realizaram e ainda estão a fazer em busca de uma vida melhor”, acrescenta o colectivo.

A obra, intitulada “EU FLAG”, é uma instalação permanente – a primeira dos ICY AND SOT, pelo que ficará presente por tempo indeterminado em Lisboa.

View this post on Instagram

Exited to share our first Permanent public art intervention. “ EU FLAG” This work presents a European flag made out of steel, fence and barbed wire , the materials evoke the physical barriers that migrants face while trying to enter Europe and while they await with hope in refugee camps with inhuman conditions. Despite the harsh reality it explores, the piece also tries to convey hope – the hope that the asylum seekers have. The lines create a silhouette allowing the sky in the background to come through in order to give a hopeful feeling. Its location in front of the river that runs into the ocean alludes to the sea voyage that many of them undertook and and are still undertaking in their search for a better life. Special thanks to @underdogs_gallery for making this project happen The work is on View at Praca Europa ( between cats do sore and Ribeira das Naus) in Lisbon. Portugal

A post shared by ICY AND SOT (@icyandsot) on

O Shifter é gratuito e sempre será. Mas, se gostas do que fazemos, podes dar aqui o teu contributo.