As resoluções de ano novo de Woody Guthrie: simples e inspiradoras

Em 1943, o cantor norte-americano de folk Woddy Guthrie escreveu uma lista de 33 resoluções capazes de nos dar uma boa lição sobre estabelecer prioridades: começar pelo mais simples.

Imagem via WoodyGuthrie.org
 
O Shifter precisa de dinheiro para sobreviver.
Se achas importante o que fazemos, contribui aqui.

Sempre que nos dispomos a pensar em resoluções de ano novo, a nossa cabeça dispara para feitos difíceis ou proezas quase inalcançáveis – quer pela sua dificuldade, quer pela nossa resistência à mudança. Os sedentários prometem a ida diária ao ginásio, os leitores tímidos a meta dos 50 livros anuais; e a dificuldade em cumprir estas metas torna-se frustrante ano após ano.

Em sentido inverso, em 1943, o cantor norte-americano de folk Woddy Guthrie escreveu uma lista de 33 resoluções capazes de nos dar uma boa lição sobre estabelecer prioridades: começar pelo mais simples.

Na lista, acompanhada por pequenas ilustrações Guthrie, vai das resoluções mais triviais como ‘tomar banho’, ‘barbear’ ou ‘mudar de meias’, até promessas emocionais como ‘amar a mãe’, o pai, o Pete e ‘toda a gente’ – pelo meio, assenta os bons hábitos que quer criar, as características de personalidade a melhorar, uma nota sobre ‘manter a máquina da esperança a funcionar’ e outra sobre ‘lutar e combater o fascismo’.

  1. Trabalhar mais e melhor
  2. Trabalhar com um horário
  3. Lavar os dentes, se tiver
  4. Barbear
  5. Tomar banho
  6. Comer bem – fruta – vegetais – leite
  7. Beber muito pouco, se houver
  8. Escrever uma música por dia
  9. Vestir roupas limpas – aparentar bem
  10. Sapatos brilhantes
  11. Mudar de meias
  12. Mudar a roupa da cama frequentemente
  13. Ler muitos bons livros
  14. Ouvir muita rádio
  15. Ouvir mais as pessoas
  16. Manter o rancho limpo
  17. Não ficar solitário
  18. Ser feliz
  19. Manter a máquina da esperança a funcionar
  20. Sonhar bem
  21. Guardar todo o dinheiro extra
  22. Economizar bem
  23. Ter companhia mas não perder tempo
  24. Enviar à Maria e aos miúdos dinheiro
  25. Tocar e cantar bem
  26. Dançar melhor
  27. Ajudar a ganhar a guerra – combater o fascismo
  28. Amar a mãe
  29. Amar o pai
  30. Amar o Pete
  31. Amar toda a gente
  32. Decidir-se
  33. Acordar e lutar

A lista pode não parecer nada de especial, mas é precisamente a sua simplicidade que lhe dá poder, passando uma mensagem importante: é nos pequenos hábitos que se formam as grandes mudanças e, embora não pareça, pode ser tão importante tomar banho e barbear como outras metas mais ambiciosas – é isso que alimenta o contínuo e mantém a máquina da esperança a funcionar.

Se não conseguirmos aumentar o número de patronos, a 2ª edição da revista será a última, e o Shifter como o conheces terminará no final de Dezembro. O teu apoio é fundamental!