Uma lista de leituras para te manteres informado sobre o coronavírus

Informação fidedigna e de confiança é fundamental em momentos epidémicos como aquele que atravessamos. São também momentos de incerteza, em que as opiniões pouco importam mas é preciso continuar a agir sem deixar de reflectir. Sem pânicos mas com consciência.

Foto de Alex Knight via Unsplash, com Shifter
 
Este artigo é gratuito como todos os artigos no Shifter.
Se consideras apoiar o nosso trabalho, contribui aqui.

Os números não param de subir numa perspectiva global e, dia após dia, também em Portugal são confirmados novos casos. A Organização Mundial de Saúde decretou esta quarta-feira um cenário de pandemia, oficializando que o Covid-19 é uma epidemia de escala mundial como foi a Gripe A em 2009, por exemplo. Em Portugal, poderá está próxima a chamada fase de mitigação, o nível de risco mais alto e que diz respeito ao grau de contágio mais alto.

Informação fidedigna e de confiança é fundamental em momentos como o que atravessamos. São também momentos de incerteza, em que as opiniões pouco importam mas é preciso continuar a agir sem deixar de reflectir. Tudo para que essas acções sejam as mais ponderadas e certeiras.

Para te ajudarmos a encontrar boas leituras e conteúdos para que possas estar o mais informado possível, fizemos esta lista, que continuaremos a actualizar caso apanhemos novos artigos de interesse (também podes enviar as tuas sugestões para comunidade@shifter.pt):

1 – Acompanhar a pandemia em directo

São uma das melhores formas de nos mantermos sempre actualizados. O Público, o Observador e o The Guardian são alguns dos media que têm dossiers dedicados ao Coronavírus na sua homepage, onde acompanham, ao minuto, os mais recentes desenvolvimentos da situação — os dois primeiros de uma perspectiva nacional, o último com um olhar abrangente sobre a pandemia no resto do mundo.

2 – O novo coronavírus: factos, respostas e previsões

O Público convidou um professor de Epidemiologia da Universidade de Lisboa para falar sobre o tema e publicou um artigo com factos, respostas e previsões sobre o Covid-19. Uma leitura bastante informativa. “A maioria dos epidemiologistas está convencida de que esta doença veio para ficar.”

3 – O combate na China e na Ásia

Enquanto na Europa nos vimos a braços com uma escalada dos números sem fim à vista, convém olhar para a China e para a Ásia em geral, onde o Covid-19 parece estar mais estabilizado. Na China, onde o pior já terá passado e se pensa agora na recuperação económica, usou-se a chamada ‘big data’ no combate ao novo coronavírus. O The Guardian conta como está a ser combatido o Covid-19 na Ásia, com reportagens da Coreia do Sul, de Singapura, de Hong Kong e do Taiwan.

4 – #StayTheFuckHome

#StayTheFuckHome é um movimento online, de génese comunitária, que pretende incentivar as pessoas a ficarem em casa. O site está disponível em várias línguas, incluindo português, e inclui uma série de dicas.

”Reacções lentas, políticas de apaziguamento da população e a urgência em estabilizar a economia estão a impedi-los de tomar as medidas necessárias para proteger milhões de pessoas desta doença. É altura de nós, como cidadãos da terra, agirmos e fazermos a nossa parte na luta contra a Covid-19. Sem usar meias palavras: Fiquem em Casa, porra!”

5 – Cancelem tudo

“A distância social é a única forma de parar o coronavírus. Temos de começar imediatamente.” Este artigo do The Atlantic fala sobre a urgência de fechar espaços e de cancelar eventos, como tem acontecido noutros países europeus. Pertinente!

6 – Trabalho remoto

Empresas por todo o mundo e também em Portugal estão a incentivar os seus funcionários a trabalhar a parte de casa por períodos prolongados ou por turnos. O trabalho remoto é uma prática que não é de agora mas alguns estão a descobri-la por força do dever cívico e da quarentena. A NPR explica esta tendência que viralizou agora, e o The New York Times lembra que o trabalho remoto tem vantagens mas que nem tudo é rosas: “Almoços caseiros e nada de transportes enquanto lidamos com coronavírus podem não compensar o que se perde em criatividade.”

7 – Não levar o supermercado para casa

Portugal nunca precisou mas na Alemanha, por causa dos tempos de guerra e das restrições impostas pelo Muro, existem indicações sobre o que ter em casa em situações de isolamento ou emergência. O Público recupera essas directivas alemãs, actualizadas há quatro dias, e com a ajuda de uma especialista portuguesa fez um guia para ir às compras sem levar o supermercado para casa — uma lista rica e variada, que não esquece os animais.

8 – Por favor, oiçam os especialistas

Charlie Warzel escreveu no The New York Times sobre a importância das autoridades em tempo de crise; sobre a importância de existirem líderes e especialistas que ajudem a comunidade a decidir e agir. Um artigo importante para passares a todas as pessoas importantes na tua vida, para garantires que estão informadas e em segurança, sem pânicos mas com consciência.

9 – O poder da Wikipédia e do rastreio da desinformação

A desinformação é uma ameaça democrática e não é específica do Covid-19. Enquanto que plataformas como o Facebook e o Twitter se vêem aflitos com a proliferação de conteúdo falso, a Wikipédia consegue permanecer saudável graças aos editores voluntários que salvaguardam um espaço rico em factos. Este artigo da Fast Company explica-nos como funciona essa curadoria de informação, e ensina-nos a saber rastrear o melhor possível a informação útil e correcta.

10– Coronavírus: porquê e quando?

Na blogosfera, também há bons artigos. Ainda que seja essencial lutar contra o sensacionalismo e as informações falsas, uma boa triagem pode levar-nos a gráficos e dados que, mais do que interessantes, são pertinentes. Este artigo, por exemplo, encontra-se no Medium e tem tudo para que possas compreender o melhor possível o que se passa, para tomares as melhores decisões.

11 – Livros sobre contágios

A Vulture fez uma lista de 20 romances e outros livros de ficção sobre epidemias. O objectivo não é preocupar ninguém com histórias que são, sublinhamos, ficção, mas ficam as sugestões para este período de quarentena.

12 – Um mundo vazio

A fechar, esta fotogaleria que mostra um mundo esvaziado pelo Covid-19.

Também no Shifter estamos a acompanhar o tema. Neste artigo, a Marta Magalhães, médica que colabora com o Shifter, fez um resumo das boas práticas a ter em tempos de pandemia, sem alarmismos. Aqui mostrámos-te um mapa online que monitoriza o Covid-19 em Portugal, criado por um grupo de voluntários, profissionais da saúde. Neste artigo, apresentámos-te um site que te permite acompanhar todos os eventos que estão a ser cancelados em Portugal, e aqui fizemos-te um resumo de algumas dessas situações, no nosso país e no resto do mundo. Falámos-te ainda de um estudo que analisa a forma como o tema tem sido abordado nas notícias e nas redes sociais em Portugal, e reunimos dicas sobre como deves limpar e desinfectar o teu telemóvel.

Investimos diariamente em artigos como este.
Precisamos do teu investimento para poder continuar.