QuarantineChat: a app que quer ligar as pessoas que estão desligadas do mundo em quarentena

A ideia, dizem os criadores, é trazer momentos de alegria a quem esteja a passar por um momento sombrio.

Via Quarentine Chat

“Uma app viral para tempos virais”. É assim que os artistas Danielle BaskinMax Hawkins descrevem o QuarantineChat, um projeto que, tal como o nome indica, pretende conectar pessoas que estejam isoladas de quarentena por motivos de doença.

Os norte-americanos criaram o QuarantineChat como uma resposta directa à epidemia de COVID-19, ou como ficou conhecido, Coronavírus, a mais recente doença a deixar cidades inteiras de quarentena, isolando humanos uns dos outros. É certo que as pessoas podem continuar a conversar virtualmente com amigos e familiares mesmo estando fechadas em casa, mas o QuarantineChat tem outro objectivo: reavivar a espontaneidade de uma conversa com um estranho, algo que aconteceria na fila do supermercado ou num autocarro, lugares que alguém de quarentena não pode frequentar. A ideia, dizem os criadores, é trazer momentos de alegria a quem esteja a passar por um momento sombrio.

Como funciona?

No site oficial, há um espaço para introduzirmos o nosso número de telemóvel, com a promessa de que seremos postos em contacto com alguém que está “preso em casa”. As chamadas do QuarantineChat são processadas via-Internet, por meio do aplicativo Dialup (outro projecto de Danielle Baskin), em vez do sistema telefónico tradicional, portanto, são totalmente gratuitas para qualquer ponto do globo. Depois de nos inscrevermos no site, recebemos uma SMS que nos diz que, depois de instalarmos a app Dialup passaremos a receber chamadas aleatórias, a horas também aleatórias, de outra pessoa inscrita na experiência. A chamada chegará com a  identificação QuarantineChat.

Para garantir que o projecto se mantém um espaço seguro para todos falarem livremente do que quiserem, incluindo a situação de fragilidade que vivem, há regras para o uso da app. Não são permitidas mensagens de ódio ou piadas sobre sofrimento, o QuarantineChat também não é o sítio para procurar ou dar aconselhamento médico e, por último, todos devem ser “gentis e conscientes”. 

A ideia de nos conectarmos com um estranho é obviamente extensível a outras circunstâncias sociais que vão além da quarentena. No fundo, o QuarantineChat é uma adaptação do já mencionado Dialup, outro projecto de Danielle Baskin que se propõe a conectar estranhos em conversas telefónicas só porque sim, evocando “a magia dos telefones antigos, antes de eles se terem tornado em robôs de chamadas” e que promete recuperar um pouco de conexão pessoal num mundo cada vez mais desconectado, mostrando um lado profundamente humano da tecnologia.

Numa espécie de inception criativo, a ideia do QuarantineChat surgiu, na verdade, em chamadas desse género. Os seus criadores, Baskin e Hawkins, têm mantido contacto por telefone através de chamadas aleatórias nos últimos dois anos.


COVID-19/Coronavírus:

Aproveitamos para lembrar que devem ser seguidas as indicações da Direção Geral de Saúde, sem alarmismo nem desinformação. Para melhor acompanhamento da situação recomendamos que acompanhem as redes sociais do projecto VOST e da Direção Geral de Saúde. Em caso de sintomas ou em situação de regresso de uma zona com maior densidade de população afectada contactar a linha Saúde24 (808 24 24 24).

Milhares de pessoas seguem o Shifter diariamente, apenas 50 apoiam o projecto directamente. Ajuda-nos a mudar esta estatística.