A campanha que um seguidor do Shifter espontaneamente criou para nós

“Acompanho o trabalho do Shifter já faz algum tempo. Sempre pensei numa maneira de criar algo para ajudar-vos a fazer chegar a vossa mensagem a mais pessoas.”

 
Este artigo é gratuito como todos os artigos no Shifter.
Se consideras apoiar o nosso trabalho, contribui aqui.

É frequente recebermos e-mails com sugestões e pedidos da nossa Comunidade e esta sexta de manhã foi até preenchida nesse aspecto. Um leitor nosso sugeriu um tema que acabou por dar um artigo, por exemplo, uma estudante de comunicação social enviou-nos perguntas para um trabalho académico sobre o papel do meio digital no sector da cultura e um seguidor nosso decidiu brindar-nos com uma campanha.

Inspirado por uma frase que o João partilhou numa publicação no Linkedin – “a desinformação é uma epidemia tão perigosa quanto a do novo coronavírus” –, o António Duarte e o amigo Ulisses Silva desenharam espontaneamente uma campanha publicitária para o Shifter, numa altura em que, nas suas palavras, “o verdadeiro conteúdo e as notícias de fontes credíveis deviam estar acima de tudo quando se trata de informação”.

A campanha inclui formatos A3 e para redes sociais, e incentiva o público a apoiar o Shifter através do Patreon (por 2, 5, 10 ou 15 euros/mês) ou, em alternativa, por MB Way ou transferência bancária.

“Acompanho o trabalho do Shifter já faz algum tempo. Sempre gostei da linha que seguem, dos conteúdos que criam e partilham com a comunidade. Sempre pensei numa maneira de criar algo para ajudar-vos a fazer chegar a vossa mensagem a mais pessoas”, escreveu-nos o António.

António e Ulisses utilizaram a fonte Shifter Sans, que está disponível em open source e para download gratuito, e com ela criaram uma interpretação gráfica das mensagens que o Shifter habitualmente costuma publicar nos seus diferentes canais de comunicação.

Obrigado aos dois por este trabalho!

Investimos diariamente em artigos como este.
Precisamos do teu investimento para poder continuar.