Estás aborrecido? Este site quer dar-te soluções

bored.solutions é uma plataforma de promove com, um design apelativo, uma série de soluções para o tédio que se apodera de alguns de nós durante este período de isolamento obrigatório.

 
O Shifter precisa de dinheiro para sobreviver.
Se achas importante o que fazemos, contribui aqui.

A ideia é simples mas a execução ficou-nos na retina. Chama-se bored.solutions e é uma plataforma de promove, com um design apelativo, uma série de soluções para o tédio que se apodera de alguns de nós durante este período de isolamento obrigatório.

Desenhado e concebido por Mary Leonard (ex-Google Creative Lab & Construct London) e programado por Daniel Griffin (Simpler Mortgages), o projecto reúne dezenas de opções para passar o tempo durante a quarentena, permitindo filtrar pelo tempo necessário à conclusão de cada uma delas. Entre as opções, podes encontrar as mais diversas actividades – desde aprender a programar, como já te sugerimos, até aprender a fazer a tua própria cerveja.

Todas as recomendações são ligações para sites externos, um reflexo da forma como Mary Leonard se lembrou de dar corpo a esta plataforma. A designer ficou fascinada pela quantidade de actividades que pessoas e empresas estavam a preparar para a altura de quarentena e resolveu reuni-las a todas num só espaço. A partir daí, foi só tornar a página apelativa e desenvolver as funcionalidades que ajudam na navegação, como filtros por tempo, gratuitidade ou tipo de actividade.

Este projecto permite-te ter uma ideia mais concreta do tempo que levas a fazer cada actividade, para que não corras o risco de programar mais coisas do que as que serás capaz de fazer e ficares, assim, frutado. Já a categorização do site pressupõe, por exemplo, que não vais passar o dia todo a ouvir Mozart pelo que te diz que se quiseres ouvir todas as suas obras demorarás sensivelmente uma mês.

As ideias são várias e até podes achar que nenhuma delas é para ti, mas se estás aborrecido convidamos-te a navegar por este site. A variedade é tanta que será difícil que entre o que tens em mente em suspenso e o que encontras nesta plataforma não arranjes forma de passar uma boa parte do teu tempo de uma forma agradável.

O Shifter precisa de cerca de 1600 euros em contribuições mensais recorrentes para assegurar o salário aos seus 2 editores. O teu apoio é fundamental!