As cenas de escritório de ‘The Office’ estão a ser reproduzidas no Slack em tempo real

É uma nova forma de assistires à série, como se o escritório da Dunder Mifflin Scranton estivesse em teletrabalho.

Imagem via MSCHF/divulgação
Este artigo é gratuito como todos os artigos no Shifter.
Se consideras apoiar o nosso trabalho, contribui aqui.

Se costumas trabalhar a partir de casa, ou a tua empresa tem trabalhadores remotos, provavelmente já ouviste falar do Slack. Este escritório online – que já foi a redação remota do Shifter – pretende, precisamente, recriar o ambiente de trabalho, das conversas de corredor, às salas de reuniões. Ora, uma das melhores séries (de sempre) sobre locais e relações de trabalho chegou ao Slack.

A iniciativa é do coletivo criativo MSCHF, que recriou o workspace de The Office na app, incluindo vários canais dedicados aos departamentos e gabinetes do conhecido escritório. O objectivo é reproduzir as cenas dos 201 episódios da série em tempo real, usando os canais para situar as cenas em que se passa a narrativa, ou as mensagens directas no caso de ser um diálogo privado.

A reprodução da mítica sitcom norte-americana da NBC, emitida entre 2005 e 2013, inclui referência aos famosos departamentos de Vendas onde trabalham Jim (John Krasinski) ou Dwight (Rainn Wilson), de Contabilidade de Angela (Angela Kinsey) ou Kevin (Brian Baumgartner), ao Armazém, ao gabinete da gerência – o canal chamado World’s Best Boss (como a caneca do icónico Michael Scott (Steve Carrell)) –, e a outros locais várias vezes incluídos na série, como a Sala de Conferências ou ainda a sede da Dunder Mifflin em Nova Iorque. Há também canais dedicados ao famoso Comité de Festas, ou a temas recorrentes de The Office como Diversidade ou Partidas (Pranks).

Os criadores da plataforma pedem a todos os que aderirem que não enviem qualquer mensagem em nenhum dos canais onde se está a passar a acção, e que vão trocando de canais para ver a forma como os episódios se desenrolam, em tempo real, entre si. Quaisquer comentários devem ser cingidos aos canais #watercooler ou #smoke_break, à semelhança dos espaços que seríamos aconselhados a usar na vida real, para conversas não relacionadas com trabalho.

Imagem via MSCHF/divulgação

A reprodução em directo dos episódios acontece durante o horário de trabalho norte-americano, o conhecido 9 to 5 (das 9 às 17 horas), o que, devido às diferenças de fuso horário, corresponde às 14-22 horas em Portugal. O escritório da Dunder Mifflin Scranton no Slack está disponível através da aplicação normal do Slack.

Sem alterações ao guião original da série, determinados momentos ou piadas que, representados pelos actores, têm a piada inequívoca da sua interpretação, são acentuados pelo uso de GIFs, palavras a bold ou itálico, cruzando-os com todas as funcionalidades do Slack como app, como as reações com emojis a cada publicação, por exemplo.

Esta ferramenta é um presente obviamente dirigido aos fãs da série criada por Ricky Gervais e Stephen Merchant, e, ainda que muito bem conseguida, não dispensa o visionamento de The Office para quem nunca o fez. Talvez agora, enquanto estivermos em teletrabalho e pudermos continuar a usar o tempo que antes gastávamos em transporte com outro objectivo?

Esta novidade chega depois de, há duas semanas, John Krasinski, que interpreta Jim Halpert na série da NBC, ter reunido o resto do elenco numa chamada de Zoom para recriar um dos mais famosos momentos de The Office.

Investimos diariamente em artigos como este.
Precisamos do teu investimento para poder continuar.