Gerador cria um mega festival online com concertos, conversas e um painel do Shifter

No Oeiras Ignição Gerador aproveitamos o cruzamento dos domínios da cultura e da sociedade para propor uma reflexão sobre um elemento que tantas as vezes os motiva ou articula: a informação.

Este artigo é gratuito como todos os artigos no Shifter.
Se consideras apoiar o nosso trabalho, contribui aqui.

Qual o valor da informação? A convite do Gerador, o Shifter promove no próximo dia 20 de Junho, às 14h30, uma conversa e uma reflexão sobre informação, um elemento que tantas as vezes motiva ou articula a cultura e a sociedade. Qual o seu papel, como lhe conferir valor e como reinventar um sector em falência serão alguns dos tópicos a debate.

O encontro vai acontecer online no festival Oeiras Ignição Gerador, que conta com organização da Revista Gerador e o apoio do município de Oeiras, cidade candidata à organização da Capital Europeia da Cultura em 2027. O Oeiras Ignição Gerador irá procurar respostas sobre o futuro da cultura e da criatividade, reunindo mais de 40 artistas, decisores e pensadores de várias dimensões culturais nacionais e internacionais.

Digitalmente, o Oeiras Ignição Gerador conta com dois palcos principais – o Palco Oeiras e o Palco Gerador –, por onde passarão nomes como Salvador Sobral, Alexandre Farto (Vhils), Ana Matos Fernandes (Capicua), Margarida Pinto Correia, Rui Horta, Chef Kiko, Sara Barros Leitão, Constança Entrudo ou Benjamim, que participarão num conjunto de concertos, debates, apresentações e aulas – tudo, claro, online.

Mas há outros espaços neste Oeiras Ignição Gerador. Vais ter um bar de cerveja Musa com entrega em casa, uma área para conheceres outras pessoas, uma zona de restauração também com entrega em casa, uma WC artística e ainda tens acesso ao backstage. Mas será no Pavilhão das Artes, uma zona dedicada também ao jornalismo e ao ensino, que vais encontrar o Shifter. Dia 20, às 14h30, estás convidado para uma conversa sobre o valor da informação. Moderada por nós, contará com um painel diverso: Pedro Miguel Santos, director do Fumaça; Catarina Carvalho, ex-directora do Diário de Notícias; e Diogo Queiroz de Andrade, investigador, jornalista e editor-chefe do Forum.eu.

O Oeiras Ignição Gerador é também uma forma de apoiar a cultura, pelo que o acesso ao festival é pago. O passe de três dias custa 29 euros e o bilhete para um dia fica a 15; quem mora em Oeiras ou é Sócio Gerador pode ter o passe completo com 70% de desconto, ou seja, por 9 euros. Podes comprar os acessos aqui; e fazer-te Sócio Gerador aqui para beneficiares do desconto e ajudares na subsistência do Gerador.

A conversa do Shifter no Oeiras Ignição Gerador será o início de uma nova dinâmica entre dois projectos independentes de comunicação social, mas sobre isso falaremos em mais detalhe mais à frente!

Investimos diariamente em artigos como este.
Precisamos do teu investimento para poder continuar.