Creative Commons troca Lisboa pela web para o encontro anual

Em 2019 o CC Global Summit fixou-se em Lisboa e pela capital portuguesa pretendia continuar este ano, mas a pandemia obrigou a organização a fazer alterações ao evento, passando-o para o online.

Foto de Sebastiaan ter Burg via Flickr, CC BY 2.0
 
O Shifter precisa de dinheiro para sobreviver.
Se achas importante o que fazemos, contribui aqui.

O encontro tecnológico mais diverso que Lisboa recebeu em 2019 vai este ano realizar-se exclusivamente online por força das circunstâncias. Falamos do CC Global Summit, uma conferência-celebração anual do universo Creative Commons, reunindo especialistas, profissionais e entusiastas e permitindo aprender mais sobre a área.

As Creative Commons (CC) são licenças que qualquer criador de conteúdo pode atribuir aos seus trabalhos, definindo assim como é que outros podem usar esses trabalhos. Por exemplo, um ilustrador pode partilhar uma ilustração com uma licença CC que permita a sua re-publicação num blogue desde que para fins não comerciais ou um músico pode disponibilizar uma música com uma outra licença CC que deixa um outro músico pegar nessa composição, remisturá-la e vendê-la.

Póster de Marco Villar, CC BY 2.0

O CC Global Summit é um encontro anual que serve para a comunidade que se interessa por Creative Commons ou trabalha com este género de licenças, e que defende uma internet mais aberta, livre e partilhada, se possa encontrar, trocar experiências e aprender mais numa das conferências que decorrem ao longo dos dois dias de evento. Em 2019 o CC Global Summit fixou-se em Lisboa e pela capital portuguesa pretendia continuar este ano, mas a pandemia obrigou a organização a fazer alterações ao evento, passando-o para o online.

Assim, a edição de 2020 do CC Global Summit vai acontecer mas exclusivamente online, com uma programação constituída por mais de 150 sessões e que conta com mais de 200 oradores de 40 países diferentes. Quanto aos participantes, também podem vir de qualquer parte do mundo e este ano não precisam de pagar nada – o registo no evento é gratuito e pode ser feito através deste formulário.

Apesar de se realizar online, não significa que o CC Global Summit seja este ano menos interessante que um evento presencial. As mais de 150 sessões irão cobrir temas como inteligência artificial e criatividade, expressões culturais tradicionais e domínio público, ciência aberta, censura digital, e ética por detrás da colaboração aberta entre culturas e regiões. Haverá espaço para networking virtual através do The Playground, um hackthon também à distância de quatro dias (Hack4OpenGlam) e uma festa de encerramento com DJs, performances e outras experiências.

O programa completo pode ser consultado aqui. As dúvidas mais frequentes podem ser esclarecidas aqui. E, caso não tenhas apanhado em cima, as inscrições estão abertas nesta página.

O Shifter precisa de cerca de 1600 euros em contribuições mensais recorrentes para assegurar o salário aos seus 2 editores. O teu apoio é fundamental!