Agora já podes ‘visitar’ o Palácio de Versalhes sem sair de casa

A mais recente exposição Google Arts & Culture leva-te num tour privado pela residência real de Luís XIV.

Palácio de Versalhes

O palácio de Versalhes é uma das atrações turísticas mais populares do mundo. Essa popularidade costuma ser sinónimo de qualidade e é certamente sinónimo de longas filas de espera, muita frustração e dinheiro. No caso específico de Versalhes, junta-se o facto de ser em França e, por isso, não ser fácil lá chegar, financeira ou geograficamente. Mas os avanços tecnológicos não param de nos surpreender e a Google — com toda a sua capacidade de investimento neste tipo de produtos — conseguiu encurtar essa distância, naquela que é também uma das experiências mais impressionantes da sua plataforma dedicada à cultura, a Google Arts & Culture.

Chama-se “Versalhes: o palácio é seu” e é uma viagem imersiva pela vida extravagante dos aristocratas franceses do século XVIII. Trata-se de uma espécie de tour privado em realidade virtual por aquela que foi a residência real de Luís XIV: da Sala dos Espelhos ao Quarto do Rei, não esquecendo as peças artísticas e decorativas que, dada a sua raridade, não podem abandonar o palácio.

Para capturar as imagens que compõem a exposição, a Google recorreu à técnica de fotogrametria — a maior alguma vez feita no Palácio —, que reconstrói modelos tridimensionais de objectos ou marcos históricos a partir de fotografias a duas dimensões. Ao todo, a equipa da Google Arts & Culture registou imagens em mais de 21 quartos e em mais de 36.000 metros quadrados, algo como cinco campos de futebol. No total a experiência traduz-se em 4 TB de informação e mais de 15 mil milhões de pixeis trabalhados.

Esta experiência imersiva que te permite passear de forma pelos extensos corredores de Versalhes, vazios e sem turistas, está disponível para Windows através da plataforma Steam por cerca de 28 euros, sendo compatível com headsets de realidade virtual como o HTC Vive, o Oculus Rift, ou o Valve Index.

Se não tiveres nenhum destes headsets, podes sempre usufruir da outra parte desta exposição virtual. No site oficial, a Google disponibilizou ainda 18 exposições com 340 obras de arte digitalizadas através da tecnologia de captação de imagens em ultra-resolução. A experiência permite ainda ao utilizador selecionar e inspecionar em close up mais de 100 quadros, esculturas e artefactos artísticos, deixando-te assim chegar mais perto das peças do que alguma vez te seria autorizado ao vivo, bem como ver modelos 3D da arquitectura do edifício. Podes ainda fazer visitas guiadas pelas seis salas mais famosas do palácio, com a ajuda áudio de historiadores especialistas.